imagem diarreiadiarreia

DIARREIA E VÓMITOS

Dependem de muitas causas, sendo uma das principais os vírus. Quando a diarreia é de origem vírica, normalmente o organismo da criança tem mecanismos suficientes para se curar a si próprio, sem recurso a medicamentos. Fundamental é garantir níveis adequados de reidratação como forma de repor a água e os sais minerais perdidos durante o processo.

A diarreia pode ser sintoma único, mas pode também estar associada a vómitos e febre. Estes sintomas em conjunto constituem o que costuma denominar-se como gastroenterite. A duração média desta doença e de 3 a 6 dias.

A gastroenterite é uma infecção do aparelho gastrointestinal. Os sintomas comuns são vómito e diarreia, juntamente com febre, cólicas e dor abdominal.

O principal problema está na desidratação. As crianças são mais propensas a desidratarem-se. Quanto menor a idade da criança, maior é a velocidade com que se desidrata.

  • Perturbações hidro-electrolíticas.

São alterações na quantidade de água e de electrólitos no corpo humano.

A desidratação é a perda excessiva de água e sais minerais do corpo. A causa mais frequente são as doenças gastrointestinais.

Uma solução equilibrada de água sais minerais e hidratos de carbono é o tratamento dietético mais indicado para repor o equilíbrio hidro-salino afectado, devido a diarreias e/ou vómitos. Fibras prébióticas  e zinco podem ser também importantes para a recuperação funcional.

  • Sintomas de desidratação.
  • Menor quantidade de urina (no caso dos lactentes, menos de 6 fraldas molhadas por dia)
  • Choro sem lágrimas
  • Boca seca com saliva pegajosa
  • Perda de peso
  • Sede excessiva

TRATAMENTO

As diarreias / gastroenterites são normalmente doenças benignas, autolimitadas, mas não devem dispensar uma consulta ou pediatra ou médico de família. Eles, melhor que ninguém, estão habilitados para fazer o diagnostico e prescrever o tratamento mais adequado ao tipo de diarreia e grau de desidratação.

diarrea2

MITOS

Em caso de necessidade de reidratação oral, existem alguns mitos relativamente ao beneficio de alguns alimentos e bebidas, é importante esclarecer que muitos deles são insuficientes ou até prejudiciais atendendo à sua composição.

Água de arroz:

Baixo conteúdo de sódio (Na), sem relação glucose-sódio e como tal não favorece a reabsorção de água. Tem também baixa concentração de potássio, não repondo este ião em caso de diarreia. Maior risco de hipokalémia (quantidade demasiado baixa de potássio no sangue, que pode por a vida em risco).

Refrigerantes (refrigerantes comummente designados por colas, sumo de maçã…) :

A alta concentração de glucose,  pode induzir a diarreia osmótica (as substâncias não são absovidas pela corrente sanguínea devido a concentração exagerada, fazendo com que uma quantidade excessiva de água permaneça nas fezes), com consequente agravamento clínico. Concentração de Sódio e Potássio muito inferiores às recomendadas nestas situações. Sem relação glucose-Na (sódio).

Caldo de galinha:

Hipertónico pela elevada quantidade de Sódio (Na). Aumento da diarreia osmótica, por perda de água. A concentração de potássio (K) não é adequada.

Na maioria dos casos de diarreia / vómitos, o problema principal é a desidratação. O tratamento consiste em reidratar o mais rapidamente possível

electrolit_novo_2

Saiba mais